Notícias

II Simpósio de Fisioterapia do Trabalho debate atuação na saúde mental do trabalhador e controle de DORT

 

13 de abril de 2018
 

A Liga Acadêmica de Fisioterapia do Trabalho – LAFIT promoveu o II Simpósio de Fisioterapia do Trabalho na quarta-feira (21/03) às 18h30, no auditório do bloco 100.

Dando início ao evento, o coordenador do curso, Prof. Dr. Luis Henrique Sales Oliveira falou de sua satisfação em ter no curso a abordagem séria de assuntos importantes e atuais. Ele falou ainda sobre a satisfação em ver o engajamento dos alunos em eventos do curso: “Fico satisfeito de vocês estarem aqui, afinal apenas o diploma não garante que serão bons profissionais, o empenho com tudo que envolve o curso faz a diferença, a busca por constante atualização fará de vocês profissionais melhores”.

A primeira palestra, intitulada: Saúde Mental do Trabalhador foi ministrada pela Drª Fernanda Gonçalves Campos, médica psiquiatra que abordou a importância do cuidado com saúde psíquica e emocional do trabalhador, listou os principais transtornos e doenças psíquicas que acometem os trabalhadores, esclareceu sobre tristezas normais e depressão. “O contexto de vida da pessoa precisa estar saudável, e isso não significa estar absolutamente tudo bem, mas uma boa adaptação ante a vida, sobretudo nos momentos difíceis. É preciso olhar para o outro, enxergar o trabalhador, dar a oportunidade de tratamento e caso seja necessário, implementar mudanças no ambiente de trabalho” disse Fernanda Campos.

Em seguida a palestra “Intervenção Multifacetada em empresas para o controle de DORT” foi ministrada pela fisioterapeuta especialista em Ergonomia e doutora em Fisioterapia Drª Denise Harari que destacou a importância de estudos e intervenções que visem a saúde integra do trabalhador “As intervenções no ambiente de trabalho, têm a finalidade de prevenir doenças associadas à má-postura; diminuir custos com afastamentos e aumentar a produtividade e qualidade; quanto mais cedo tivermos gente improdutiva pior para a economia do país” exclamou a fisioterapeuta.

Denise enfatizou a relevância da consultoria ergonômica, sobretudo, como oportunidade de atuação profissional. Falou da importância da análise ergonômica individual dos trabalhadores, reunião com fornecedores visando melhorias, educação postural etc.  “Precisamos medir o conforto do trabalhador, que não é padronizado, contribuir para criação de produtos mais ergonômicos” citou. E concluiu expondo resultados expressivos de seu doutorado, apontando redução de 70% das dores dos trabalhadores em uma empresa onde aplicou os pontos expostos nas palestras.

“Ficamos muito satisfeitos com o resultado do II Simpósio da LAFIT. O evento foi um sucesso, tivemos bastante alunos inscritos. É gratificante poder participar da liga, pois aprendemos a trabalhar em equipe, a ter responsabilidades, buscando conhecimento além da sala de aula, é uma grande experiência que nos faz amadurecer não só como alunos, mas também como profissionais” relatou a aluna e presidente da LAFIT, Vívian Michele Lopes Cruz.

Aprovando os temas escolhidos, a aluna Yasmin Costa Vermmas disse:  “Achei interessante porque mostrou um trabalho multidisciplinar com relação a saúde dos trabalhadores, que me permitiu um olhar clínico diferenciado do paciente e trabalhador. O simpósio foi muito bem organizado pelos integrantes”.
Tour virtual